quinta-feira, 19 de setembro de 2019

O que acontece com um suicida no Mundo Espiritual?



“Eis que o grande segredo da vida é, amando a vida, saber preparar-se para a morte, ou vida eterna, na hora certa determinada por Deus, porque o suicídio golpeia a alma de quem o pratica, O suicídio não resolve as angústias de ninguém'. Entremos, pois, apenas no correto tempo, no tempo certo, na vida eterna!".
Em nossa vida, muitas vezes, precisamos olhar para as nossas dores sob uma perspectiva diferente. O suicídio nunca é uma opção, porque ele não resolve o problema e ainda traz outros desafios muito maiores.
Por meio de Suas Leis Espirituais, Deus concede a vida a cada um de nós. No tempo certo, definido antes mesmo de nascermos na Terra, a nossa experiência material chega ao fim e passamos a uma vivência em Espírito, sem a vestimenta da carne, isto é, deixamos o corpo para trás e seguimos vivendo em outras dimensões.
Contudo, saber que a vida prossegue, NÃO diminuiu, de forma alguma, a importância dessa oportunidade extraordinária de evolução que é vida na matéria. Pelo contrário, isso nos faz valorizá-la ainda mais. E as consequências de desistirmos da vida, por intermédio do suicídio, são terríveis.
No encarte do CD da radionovela Memórias de um Suicida, afirmo que o suicídio é um ato que infalivelmente golpeia a Alma de quem o pratica. Ao chegar ao Outro Lado, ela vai encontrar-se mais viva do que nunca, a padecer opressivas aflições por ter fugido de sua responsabilidade terrena. Sofrerá continuamente os graves efeitos do suicídio — vendo aquilo que, um dia, foi o seu corpo apodrecer no túmulo — até que se complete o tempo da própria vida, que cortou criminosamente. Parece coisa de filme de terror, mas não é. Trata-se da mais pura verdade. Por isso, 'a morte fugirá deles' (Apocalipse, 9:6). Isto é, pensando morrer, os que se suicidam permanecerão vivos, mais vivos do que nunca, somando às dores antigas (se é que as tinham tão cruéis como as imaginavam) cruciantes dores novas. É bom refletir sobre o assunto. Depois, não adiantará queixar-se. Nem haverá a quem se lamentar!
Convém assinalar que sempre alguém fica ferido e/ou abandonado com a deserção da pessoa amada ou amiga, em quem confiava, seja aqui ou no Mundo da Verdade. Igualmente, é de muito bom senso não olvidar que no Tribunal Celeste vigora o Amor Fraterno.
O tempo certo de cada um na Terra
Todos têm um tempo determinado por Deus para permanecer na Terra. Nele, precisaremos passar por certas situações, desafios e compromissos que foram assumidos por nós, com nosso Anjo da Guarda e permitidos pelo Pai Celestial, antes de reencarnarmos na matéria. Eles compõem a nossa Agenda Espiritual, criada para que o ser humano possa crescer e evoluir espiritualmente.
Portanto, ao antecipar o regresso ao Mundo Espiritual, cometendo o suicídio, o Espírito perde essa grande oportunidade divina e as consequências serão dolorosas. Pois, por mais que as coisas estejam difíceis, o suicídio nunca será a solução e ele não acabará com a dor que você está sentindo.
Por quê? O Espírito continuará vivo após o fenômeno da morte e vai acordar do "outro lado" com os mesmos problemas e dores de antes, porém ainda piores (aumentados) por ter infringido essa importante Lei de Deus, que é a Lei da Vida.
O suicídio não resolve nenhum problema, ele simplesmente piora a situação de quem o comete.

0 comentários:

Postar um comentário