segunda-feira, 23 de abril de 2018

Paraguai Dispensou Urnas Eletrônicas Brasileiras Porque São ‘Vulneráveis’.

Paraguaios Mostram O Que É Uma Eleição Sem Fraude Ao Rejeitarem Urnas Brasileiras

Os 3,5 milhões de paraguaios que foram as urnas neste domingo (21)  para escolher o novo presidente do país, fizeram seus votos em cédulas de papel.
Segundo o Gazeta do Povo, o Congresso do Paraguai vetou as urnas eletrônicas brasileiras que foram usadas em eleições anteriores. A alegação foi de que não são confiáveis porque podem ser burladas.
No Brasil já é Lei,  urnas devem ter  a impressora de voto para recontagem, em caso de auditoria, o TSE recusou-se cumprir a Lei e pretende colocar o voto impresso em apenas 5% das urnas.
Um projeto de Lei esta tramitando no congresso para obrigar o TSE cumprir a Lei que garante o voto impresso em 100% das urnas.
O mundo inteiro se recusa usar urnas eletrônicas por serem vulnerareis, somente no Brasil o voto eletrônico é considerado ‘seguro’.

0 comentários:

Postar um comentário