segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Último final de semana das férias movimentou São Lourenço


Festivais de música e de cultura encantaram moradores e visitantes


O último final de semana das férias de julho movimentou a cidade de São Lourenço. Com ruas e calçadões lotados de moradores e turistas, a cidade virou um grande palco de música, teatro, cultura e entretenimento, que encantou a todos. O período coroou a temporada de férias, que teve grandes movimentações durante todo o mês de julho, injetando recursos financeiros na economia da cidade.


O destaque da programação ficou por conta da realização, em frente ao Parque das Águas, da primeira etapa classificatória do 46º Festival Nacional da Canção (Fenac), realizado pelo segundo ano consecutivo em São Lourenço. E, junto com o Fenac, foi realizado, também, no Calçadão Alvarim Garcia Machado, a 7ª edição do Festival Nacional da Cultura.


Diante de grande e seleta platéia, e com um espetáculo de alto nível, 20 intérpretes defenderam as canções, durante as duas noites, sexta-feira (29) e sábado (30). Cinco foram classificadas para a etapa semifinal em Boa Esperança, berço do Fenac: “Demodê”, interpretada por Diego Moraes e Edu Capello, que também garantiu uma vaga na semifinal ao lado de Isabela Moraes com a canção “Tá”. As outras duas foram “Cara Pintada”, cara cidade de Santo André, interpretada por Rodrigo Régis e “Catira Triste”, que veio de Votorantim e foi apresentada por Márcia Mah. Além dessas quatro do estado de São Paulo, “Amarração” do rio de Janeiro, interpretada por Luciana Balby, interpretada sozinha no palco, acompanhada apenas de um violão. No intervalo das apresentações das canções, um casal de violinistas deu um show a parte, apresentando-se alternadamente.


O Festival da Cultura, realizado no Calçadão I, teve muitas atrações, durante o dia, também. Dentre as apresentações musicais, o destaque ficou para a ópera apresentada pelo argentino Martin Fernandes. As de teatro contaram, entre outras, tiveram a participação do grupo Teko Porã, que trouxe a cultura de rua vivida nos vagões do Metrô em São Paulo, apresentando, de maneira despojada, o Folk Cigano. Entre as novidades desse ano, e grande destaque do festival, esteve o espetáculo “Auto da Folia”, com a Trupe Ventania. A peça teatral conta a história de Jesus, de forma lúdica e irreverente.


 A próxima cidade que vai receber o Fenac é São Thomé das Letras (5 e 6/8). Em seguida, o evento passa por Extrema (12 e 13/8), Três Pontas (19 e 20/8) e Guapé (26 e 27/8). Saem cinco semifinalistas em cada cidade, totalizando 25, que disputarão vagas na grande final (4/9), na qual os participantes garantem, no mínimo, R$ 3.500,00. No total o 46º Fenac vai distribuir R$ 193.000,00 e entregará o troféu Lamartine Babo ao grande vencedor.


0 comentários:

Postar um comentário