segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Marketing em tempos de crise



Se antes o marketing já era de suma importância para o crescimento e manutenção de uma empresa, hoje, com a crise econômica instalada, se tornou ainda mais necessário. É preciso atrair clientes para que empreendedores não tenham prejuízos em seus negócios. O marketing e a comunicação, ainda vistos por muitas empresas como um simples apoio, são um dos primeiros a sofrer com os cortes de recursos. O que é um erro, haja vista que esse trabalho é essencial para consolidar uma marca num mercado cada vez mais instável. O alerta é que, mesmo em um período conturbado, as empresas devem encarar as ações de marketing como investimento e não como despesa. É preciso observar que os investimentos em meio à crise são uma maneira de se manter em evidência. Enquanto concorrentes desaceleram as estratégias de marketing, a sua empresa deve estar à frente, pensando que o capital investido em ações diferenciadas pode ser a peça chave para alavancar o negócio, quando o mercado retomar um cenário mais otimista. É preciso atenção com as tendências de consumo em alta. 


A conquista de resultados requer não sé entender o que o público consome, como também de que maneira consome, de onde vêm as necessidades e como a empresa pode supri-las. O negócio pode agir pontualmente, correndo menos risco de perder dinheiro e tempo. A criatividade e o planejamento são fatores cruciais a serem trabalhados. Pode até ser clichê dizer que ações precisem instigar a apresentar algo diferente às pessoas, mas é necessário reforçar. Os conteúdos bem elaborados, como fórmulas redondas e que apresentam uma maneira diferenciada, conseguem atingir o público com mais facilidade, gerando compartilhamentos e engajamento. Em períodos de instabilidade econômica, é fundamental fazer com que as estratégias sejam assertivas para atingir o máximo de pessoas ou para impactar apenas algumas selecionadas, de acordo como o objetivo predefinido. Uma crise não significa apenas desacelerações de produção e retirada de investimentos em comunicação. Tal pensamento é típico de um empreendedor que vê a economia a cada dia mais tumultuada e pensa em pisar no freio e diminuir os custos de operação. É preciso refletir um pouco mais e adotar estratégias para sobreviver durante o período, avaliando os investimentos e aplicando capital em ações pontuais para garantir o fortalecimento da marca, deixando-a preparada para novos resultados e mais possibilidades, quando a crise amenizar. 

0 comentários:

Postar um comentário