quinta-feira, 16 de julho de 2015

Homem mata e ateia fogo na esposa em Poços de Caldas

O homem já está preso

O homem supeito de esfaquear e atear fogo na esposa na noite desta terça-feira (14) em Poços de Caldas (MG) já está no presídio da cidade. Paulo Henrique Lima, de 28 anos, confessou o assassinato de Alana Silva Santos, de 25 anos, e pediu perdão pelo crime. "Sei que é difícil, mas a família dela, se pudesse me perdoar...", disse.
Paulo ficou com o tornozelo quebrado e com ferimentos no joelho e na cabeça depois de bater o carro em uma praça de pedágio no município de Águas da Prata (SP), onde foi preso. Segundo o delegado Cleyson Brene, da Polícia Civil de Poços de Caldas, o homem contou que primeiro deu duas facadas na costas dela e pelo menos outra no peito, para depois atear fogo ao corpo da vítima.
"Ele alega que foi uma discussão que eles já vinham tendo constantemente em razão de ciúmes de ambas as partes. Acredito que ela queria terminar o relacionamento", contou o delegado.
Agora a polícia investiga se o crime foi premeditado. Paulo afirmou que não, e que havia levado o galão de álcool combustível para casa porque queria se matar.
"Eu que iria me queimar. Eu queria dar um fim, porque eu que estava desiludido", afirmou o suspeito.
A mulher foi assassinada no prédio onde morava com o marido e a filha

O casal morava no último andar de um prédio no bairro Dom Bosco. De acordo com os militares, após a morte da mulher, Paulo fugiu e deixou a própria filha em casa, com o gás aberto e muita fumaça. A criança de um ano e dois meses só escapou porque foi retirada pela vizinha da frente.
"Aí eu entrei correndo no quarto, [tinha] uma fumaça ardida, vi que o neném estava dormindo, peguei a menina e sai para a rua. É horrível você ver uma pessoa em chamas, queimando, e não poder ajudar", contou Édna de Barros Ferreira.
A filha do casal chegou a ser levada para a UPA, mas já teve alta e está na casa de parentes.


Fonte G1

0 comentários:

Postar um comentário