quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Observatório de Brazópolis abre suas portas para visitação ao maior telescópio do país

O Observatório do Pico dos Dias, em Brazópolis (MG), vai ser aberto para a visitação anual em outubro e a primeira etapa de distribuição de convites acontece durante esta quarta-feira (10) por meio do site do Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA). Quem pretende conhecer o maior telescópio instalado em solo brasileiro deve ficar atento, pois as entradas são liberadas exclusivamente pela internet em apenas três dias de setembro. Além do dia 10, haverá convites disponibilizados nos dias 17 e 24. O observatório fica aberto ao público apenas durante um dia do ano.
Vista noturna da cúpula principal do Observatório Pico dos Dias, em Brazópolis, MG (Foto: Flávia Simões)Vista noturna da cúpula principal do Observatório Pico dos Dias, em Brazópolis, MG (Foto: Flávia Simões)
“Ele é o único laboratório de astrofísica do país”, explica o astrônomo Éder Martioli. “Abrimos todas as noites para pesquisadores, mas, em um dia do ano, sempre em comemoração à Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, liberamos o acesso a qualquer pessoa, que pode observar o céu pelos telescópios usados em pesquisas”, informa o astrônomo.
Só a lente do maior telescópio do país tem 1,60 metro de diâmetro e é a principal atração do observatório. Os visitantes ainda têm acesso a outros três telescópios, dois com objetivas de 60 centímetros de diâmetro e um com 40 centímetros. “A visita começa à tarde e permite que, além da lua, uma das visões preferidas do público, planetas e galáxias possam ser avistados”, diz Martioli.
A bancária Flávia Simões, de Pouso Alegre (MG), esteve no Observatório do Pico dos Dias pela primeira vez em 2013 e pretende repetir a experiência neste ano. “É um lugar lindo. Amei ver o pôr do sol desse lugar. Amei observar a lua, as paisagens lá de cima. As estrelas parecem estar tão pertinho. Pelo telescópio, vi o Sol, Vênus e Saturno. Fiquei impressionada”, relata Flávia.
Segundo a bancária, a principal dica para curtir o passeio é chegar mais cedo. “Começa às 14h e vale a pena. Muitas pessoas deixam para ir mais à noite e lota. As filas ficam muito longas e demoradas”, aconselha. Neste ano, o observatório espera receber 1,5 mil pessoas.
Pesquisas
A instalação do observatório no Sul de Minas, em 1980, foi o primeiro passo dado pelo governo brasileiro para o início dos estudos dos planetas e outros corpos celestes a partir do território nacional. O avanço do projeto possibilitou a criação do LNA, que é sediado em Itajubá (MG) e hoje administra o observatório.
Atualmente, o LNA desenvolve fibras óticas e lentes para fins de pesquisa e participa de projetos internacionais na área de astrofísica, como o Gemini, um consórcio de sete países sediados no Havaí, e o SOAR, que opera um telescópio com lente de 4,1 metros de diâmetro no Chile.
"Muitas pessoas deixam para ir à noite e as filas ficam muito longas. É muito lindo ir mais cedo e ver o pôr do sol", sugere a bancária Flávia Simões (Foto: Flávia Simões)"Muitas pessoas deixam para ir à noite e as filas ficam muito longas. É muito lindo ir mais cedo e ver o pôr do sol", sugere a bancária Flávia Simões (Foto: Flávia Simões)
Visitação
O dia de visitação no Observatório do Pico dos Dias em 2014 está marcado para 4 de outubro, das 14h às 20h. No site do LNA, 500 convites estão disponibilizados para impressão apenas nesta quarta-feira. O interessado deve preencher com o seu nome, imprimir e apresentar no dia do evento para poder acessar qualquer telescópio. Para menores de cinco anos de idade não é necessário apresentar convite.
O observatório fica a 37 Km de Itajubá, no caminho entre Brazópolis e Piranguçu (MG). A partir da MG-295, o acesso é feito por 12 Km de estrada de terra. 

0 comentários:

Postar um comentário