segunda-feira, 2 de junho de 2014

Torcida distorcida


Luís Cláudio de Carvalho

            O Brasil é, realmente, o país das distorções. Além das distorções sociais, econômicas e políticas, agora temos a esportiva. Por interesses políticos, distorceram o significado da realização da Copa do Mundo no país do futebol. De um lado, o governo tentando se promover e mostrar que tudo são flores. De outro, a oposição apontando somente os pontos fracos, como se todos os investimentos fossem perdidos. E de outro, ainda, parte da população protestando sem saber direito contra o que.
            As pessoas não entendem que existe um orçamento público, com regras, que estabelece o direcionamento das verbas, contemplando, com justa prioridade, a Saúde e a Educação, mas destinando recursos também para outras áreas. O que se direciona para uma não pode ser aplicado em outra. Se não tivessem investido recursos financeiros nos estádios de futebol, investiriam mais em Saúde, Educação, Habitação, Segurança e Transporte? Bem ou mal, investiu-se em infraestrutura.
            A corrupção e a má gestão não estão ligadas diretamente à realização do mundial de futebol no Brasil. E não devem ser combatidas com vandalismo e violência, mas com fiscalização e cobrança, através do exercício pleno da cidadania. Eu faço a minha parte. E a minha torcida não vai ser distorcida. “Sou brasileiro, com muito orgulho, com muito amor”. Vou continuar torcendo pelo Brasil. E pela seleção brasileira de futebol também.



Luís Cláudio de Carvalho é comerciante, secretário do PSDB de São Lourenço e Ouvidor Municipal.

0 comentários:

Postar um comentário