sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Motorista que matou assaltante está preso por homicídio.

O motorista sendo conduzido para a prisão

A arma usada para matar um assaltante na madrugada desta quinta-feira (5) na Rodovia Fernão Dias, próximo a Itapeva(MG), pertencia ao caminhoneiro que fez os disparos, segundo a polícia. De acordo com o delegado Renato Gavião, as primeiras informações eram de que o motorista teria tomado o revólver calibre 38 após ter entrado em luta com o criminoso, que ficou vigiando enquanto outros suspeitos roubavam combustíveis dos veículos. No entanto, a arma que não tem registro, era do motorista, que está preso por não ter porte de arma.
Ainda segundo o delegado, dois chefes da empresa de transporte de combustíveis também estão presos por ajudarem o caminhoneiro a esconder a arma do crime. O motorista deve responder por homicídio, segundo Gavião.
De acordo com a polícia, quatro homens participaram do assalto. Eles são suspeitos de participarem de uma quadrilha do Estado de São Paulo, especializada em roubar combustíveis. O assaltante morto era Josimar Barbosa de da Silva, de 27 anos. Os outros três criminosos continuam foragidos.
O assaltante Josimar, morto pelo motorísta 

O caso
Segundo a Polícia Rodoviária Federal, dois bitrens carregados com 46 mil litros de diesel cada foram assaltados em um posto de combustíveis em Camanducaia (MG). Os dois motoristas foram feitos reféns e levados para uma estrada de terra, a 300 metros do local do assalto. Enquanto um dos criminosos tomava conta dos motoristas, os demais continuavam o furto da carga.
Em determinado momento, os motoristas entraram em luta com o criminoso que foi atingido com dois tiros no peito e morreu no local. Um dos motoristas foi atingido de raspão por dois tiros. Ainda conforme a polícia, um dos bitrens foi deixado vazio às margens da Rodovia Fernão Dias, em São Gonçalo do Sapucaí (MG). Os assaltantes não conseguiram roubar o outro veículo, que ficou no posto de combustíveis onde os motoristas foram abordados.
Um dos caminhões ficou no posto de combustíveis

O motorista que matou o assaltante está preso e responderá por homicídio. Talvez se o motorista não matasse o bandido, seria ele mais uma vitima fatal desta quadrilha especializada em roubo de cargas. Agora o bandido é o trabalhador e pai de família que que se viu obrigado a matar um marginal para defender sua vida.
Muitos motoristas morrem todos os anos vítimas de quadrilhas especializadas em roubo de carga em todo o Brasil. Os marginais são impiedosos e não hesitam em atirar ao menor sinal de reação das vitimas.
O local para onde os motoristas foram levados


1 comentários:

Anônimo disse...

ONDE JA SE VIU....VENDO A FOTO DO MARGINAL RECONHEÇO-O ELE E EX PRESIDIÁRIO JÁ TIROU VIDAS DE PAI DE FAMÍLIA.....O POBRE DO MOTORISTA MATOU PRA NAO MORRER....JESUS A BANANA ESTA COMENDO O MACACO...

Postar um comentário