quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Condenado por maus-tratos a rottweiler, mecânico vai pagar apenas 1 cesta básica


O dono de uma oficina mecânica foi condenado nesta semana pela Justiça de Pouso Alegre (MG) a pagar uma cesta básica para uma entidade da cidade por maltratar um cachorro da raça rottweiler. O cão, chamado de "Poeta", estava trancado em uma pequena jaula, sem água potável e sem comida. Ele pesava apenas 25 quilos e quando foi encontrado, há um mês, estava muito debilitado. O cachorro, que tinha cerca de sete anos, chegou a ser socorrido, mas morreu oito dias depois.
"Ele estava 20 quilos abaixo do peso, tinha um problema no estômago por falta de comer, tinha uma fratura na pata direita muito provavelmente causada por pancada, ferimentos pelo corpo, a situação dele era lastimável", disse a presidente da ONG SOS Bichos, Carla Viviane.
Como a oficina mecânica em que o cachorro vivia estava fechada na hora da apreensão, foi preciso um apoio da Polícia Militar Ambiental.
"Nós recebemos a denúncia através de um vídeo feito por uma pessoa que foi visitar a oficina. Assim que nós tivemos conhecimento da situação do animal nós acionamos a PM Ambiental e fomos direto para o local. Infelimente essa situação (de maus-tratos) ainda é bastante comum. Muita gente não tem noção de como se deve cuidar adequadamente de um animal. Infelizmente a gente vê casos de animal na corrente, desnutrido, que não tem local apropriado para ficar e nós apuramos à medida do possível", completou Carla.
Segundo o artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais, praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, é crime com multa e pena de três meses a um ano de prisão.
Dono de oficina é condenado por maus tratos a cachorro em Pouso Alegre (Foto: Reprodução EPTV)Dono de oficina é condenado por maus tratos a cachorro em Pouso Alegre (Foto: Reprodução G1)



Fonte G1 e SOS Bichos

0 comentários:

Postar um comentário