quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Varginha retoma obras do memorial do ET, após visita da presidente Dilma

Após a visita da presidente Dilma Rousseff e da declaração de que 'respeita' o ET de Varginha (MG), a prefeitura do município resolveu retomar as obras do Memorial do ET, que já consumiu R$ 400 mil. Um novo projeto será encaminhado para a Caixa Econômica Federal para que a construção possa ser retomada. Para a conclusão do projeto, a obra inicialmente orçada em cerca de R$ 1 milhão, ficará 30% mais cara.
Segundo o vice-prefeito de Varginha, Verdi Lúcio Melo, esta será a alternativa para que o município não tenha que devolver o investimento federal.
"Esta obra foi implantada pela administração passada junto com o Ministério das Cidades e já foi gasto cerca de R$ 400 mil. Ainda temos R$ 550 mil na conta e caso ela não seja concluída teremos que devolver o dinheiro. O prefeito (Antônio Silva) entendeu que temos que dar andamento à obra e já fizemos uma reunião com a Caixa Econômica para que ela seja retomada", diz o vice-prefeito.
Novo projeto de memorial do ET custará 30% mais caro em Varginha (Foto: Reprodução EPTV / Carlos Cazelato)Novo projeto de memorial do ET custará 30% mais caro em Varginha (Foto: Carlos Cazelato)
O que chama a atenção é que até dois meses, a administração municipal dizia que o investimento no ET de Varginha não era prioridade para o município. Estátuas e monumentos construídos para lembrar o suposto aparecimento do extraterrestre na cidade em 1996, estão abandonados e sem conservação, o que contrasta com o interesse dos visitantes, que não deixam de tirar uma foto ao lado das estátuas espalhadas pela cidade, mesmo com as pinturas descascadas.
No mês de junho, o secretário de Turismo, Aristídes Ribas de Andrade Filho, disse que o prazo para conclusão do Memorial do ET termina em dezembro, mas que esta não é a prioridade da cidade. “Varginha tem outras prioridades. Não existe um projeto turístico para o ET. A Secretaria de Turismo não vê o cultivo do ET como uma fonte da história da cidade. Talvez se ele aparecesse de novo, aí sim poderíamos pensar nisso. O que nos interessa, na verdade, é o turismo de negócios e o aproveitamento de Varginha para convenções, utilização do porto seco e do aeroporto”, concluiu.
Agora, o ex-prefeito Verdi Lúcio Melo diz que este pensamento vai contra o que quer a administração.
Estátuas e monumentos do ET estão abandonados em Varginha (Foto: Reprodução EPTV)Estátuas e monumentos do ET estão abandonados
em Varginha (Foto: Reprodução EPTV)
"Este era o pensamento do secretário e não da administração. Temos que aproveitar o aparecimento do ET, pois recebemos muitos turistas e temos que aproveitar isto. Sem falar que não é só o memorial, podemos agregar aqui a Secretaria de Turismo, por exemplo. Nós já estávamos nos preparando para retomar a obra, mas esta declaração da presidente acelerou o processo e nos deu um marketing no país e no mundo inteiro", completou Melo.
Memorial do ET
O projeto para a construção do memorial foi elaborado em 2008 e a construção começou em 2010. No entanto, no ano seguinte, a construção foi interrompida depois que a construtora contratada para a obra faliu. A obra foi orçada em R$ 1 milhão e R$ 828,7 mil foram repassados pelo governo federal. Cerca de R$ 400 mil já foram investidos e o prazo para usar os recusos termina em dezembro deste ano ou então, a prefeitura terá que devolver todo o valor à União.

Fonte G1

0 comentários:

Postar um comentário