quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Universitária é estrangulada e estuprada em Itajubá

            Corpo da jovem também apresentava sinais de violência sexual.


O corpo de uma universitária de 18 anos foi encontrado com marcas de estrangulamento na tarde desta quinta-feira (15), em Itajubá (MG). Déborah Oliveira estava desaparecida desde a noite da quarta-feira (14), quando saiu da Universidade Federal de Itajubá (Unifei), onde estuda, e não foi mais vista. Segundo a Polícia Militar, o corpo foi localizado em uma construção na Rua Alameda Esperança, no Bairro Morro Chic. O local fica no caminho que a estudante costumava fazer para voltar para casa. Ainda segundo a polícia, há suspeita de que ela tenha sido estuprada.
Déborah era aluna do 2º período de sistemas de informação, na Unifei. Segundo depoimentos de amigos à polícia, a estudante deixou a universidade por volta das 21h20, antes do fim da aula. Ela teria dito que iria embora porque estava cansada e resfriada, e deixou o local a pé.

A família já havia feito o boletim de ocorrência informando o desaparecimento da jovem na noite de quarta-feira (14), quando a jovem não chegou em casa. Os familiares ainda tentaram contato com amigos e conhecidos e espalharam cartazes pela cidade com a foto da universitária no dia seguinte.
O corpo da jovem foi encontrado por volta das 17h30 e a perícia da Polícia Civil foi acionada no local. Ainda segundo a polícia, até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito havia sido detido.




Fonte G1 e PMMG

1 comentários:

Anônimo disse...

NUM PAIS ONDE AS LEIS SAO FEITAS POR JUIZES ,COM LEVANDOVISK O RESULTADO SO PODE SER ESSE,NAO TEMOS MAIS AQUEM PEDIR SOCORRO ,TEMOS QUE FAZER MOBILIZACAO E PEDIR AJUDA A (ONU) E SO O QUE FALTA E REZAR PARA QUE NOS OUÇA,NESTE MOMENTO O MEU CORAÇAO ESTA SANGRANDO IMAGNE OS DOS PAIS DESSA MENINA SEM MAIS.

Postar um comentário