terça-feira, 9 de junho de 2020

Aniversário do Paulão

Homenagem do jornal Polêmica

Hoje é aniversário da pessoa que é sinônimo de VENCEDOR!! Um cara incansável, que superou e ainda supera todos os obstáculos que aparecem na sua vida com muita garra. MEU PAI! Feliz aniversário, muitos anos de vida, você merece tudo de melhor dessa vida. Te amo e tmj pra sempre, PAI 🤝👏🏼 🍾🎂🙏🏼

sábado, 6 de junho de 2020

Nessa hora nos tornamos iguais



Sempre fomos fomos, somos e seremos iguais, sÓ alguns não percebem, que estamos aqui só de passagem. No final viramos simples caveiras e depois pó.
Para compreendermos nossa humilde condição humana, não é necessário que olhemos para o céu estrelado, basta que consideremos as civilizações que existiram milhares de anos antes de nós, foram grandes antes de nós e antes de nós... DESAPARECERAM.

Ministro Paulo Guedes enxugando a máquina


Orientação de nosso presidente, Jair Bolsonaro.



Todos os anti-brasileiros, os partidos vermelhos, planejam realizar manifestações em todo o Brasil. A principal finalidade é a provocação, gerar o descrédito das autoridades e perturbar a ordem.
Vocês que são brasileiros do bem, não filmem os eventos, não repassem o que receberem, não encaminhem para ninguém. Apaguem a propaganda vermelha, force-os a fazerem propaganda para si mesmos.
Quebrem a rede de difusão do mal.
NÃO DISCUTAM. NÃO CRIEM ECO. IGNORE-OS NA REDE. NÃO FAÇA COMENTÁRIOS.
As redes sociais só funcionarão como uma mídia de divulgação para eles se assim o permitirmos.
Trate-os como se não existissem. Eles só ganham força se tiverem contrapontos, discussões, divulgação e encaminhamento de mensagens. Não caia na armadilha de disseminar o ódio e quebre a corrente.
Para eles, Deus, o país, a família e os valores não têm nenhum sentido.
NÃO DÊ ECO!
Eles cairão por si só!
Ignore-os!
Repassem essa mensagem em todas as suas redes sociais.

BRASIL ACIMA DE TUDO!
DEUS ACIMA DE TODOS!

Gabigol comemora renovação de Jorge Jesus com o Flamengo: "O show tem que continuar"

Atacante se manifesta em redes sociais após anúncio oficial do Flamengo





Jorge Jesus renovou, e seus pupilos não deixaram de comemorar a notícia nas redes sociais. O primeiro foi Gabigol, que postou uma foto com o treinador para festejar a renovação de contrato do treinador com o Flamengo.
- O Mister da maior Nação do mundo ficou! O show tem que continuar - escreveu o atacante.

O Mister da maior Nação do mundo ficou! “O show tem que continuar” 🎶⚽️🖤❤️

View image on Twitter

Após assinar o novo contrato, válido até junho de 2021, Jorge Jesus fez questão de afirmar que o bom relacionamento com os jogadores foi um dos fatores para ficar no clube. A recíproca é verdadeira: no treino desta sexta-feira, ele recebeu dos atletas uma camisa comemorativa da renovação.
- Esta equipe está sempre a me surpreender. No dia do treino me fizeram uma homenagem bonita, com uma camisa. Estão sempre me surpreendendo - disse o Mister.



Os 15 conselhos para lidar com a pandemia da covid-19



Em todo o mundo, a covid-19 tem feito milhares de mortes, esperando-se a curto prazo pela milagrosa vacina. Até lá, as pessoas têm de seguir as recomendações das autoridades de saúde de cada país cumprindo, cima de tudo, as regras de distanciamento social e higienização.

As 15 reflexões sobre a covid-19

1. Talvez tenhamos de conviver com a covid-19 por vários anos. Não vamos negar nem entrar em pânico. Não vamos tornar as nossas vidas inúteis. Vamos aprender a conviver com este fato.
2. Não podemos destruir o novo coronavírus, que penetra nas paredes das células, apenas com as habituais regras de higiene, como lavar constantemente as mãos. A única coisa que vamos passar a fazer é ir à casa de banho mais vezes.
3. Apesar disto, lavar as mãos e manter distância física de dois metros é o melhor método de proteção.
4. Se não tem um paciente covid-19 em casa, não há necessidade de desinfetar as superfícies do lar constantemente.
5. Embalagens, botijas de gás, carrinhos de compras e caixas multibanco não transmitem o vírus. Lave as mãos.
6. A covid-19 não é uma infecção que se transmita de forma alimentar. Está associada a gotas de infecção, tal como a gripe. Não há risco comprovado de que a doença seja transmitida em alimentos.

Perda de olfato, trocar de roupa e tomar banho no regresso a casa

7. Pode perder o olfato com muitas alergias e infecções virais. A perda de olfato é um sintoma comum em muitas complicações, e não apenas da covid-19.
8. Uma vez em casa, não temos necessidade obrigatória de trocar de roupa e de ir tomar banho.
9. O coronavírus não está no ar. Trata-se de uma infecção respiratória transmitida por gotículas que só acontece com o contato próximo.
10. O ar está limpo. Podemos caminhar pelos jardins, mantendo, naturalmente, a distância física de proteção.
11. O sabão normal é suficiente para eliminar o vírus que provoca a covid-19.
12. Não precisa de preocupar-se com as entregas de comida em casa, ou mesmo take-away. Mas caso sinta mais confiança, pode aquecer os alimentos no microondas.

Probabilidade de o vírus ser levado para casa na sola dos sapatos

13. As probabilidades de levar o coronavírus para casa nos sapatos são as mesmas das de sermos atingidos pelo mesmo raio duas vezes no mesmo dia. Trabalho contra vírus há 20 anos e as infecções não se espalham assim desta forma.
14. Ninguém fica protegido do vírus se tomar vinagre, nem sumos, nem gengibre. Podem favorecer a imunidade, mas nunca na cura.
15. Usar luvas também é má ideia. O vírus pode acumular-se na luva e ser facilmente transmitido se tocarmos no rosto. O que fazer? Aquilo que nenhum virologista se cansará de aconselhar: lavar as mãos regularmente.

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Publicação de Arnaldo Jabor.


Bolsonaro é um tipo de cara sem etiqueta, daqueles que encontramos coçando o saco no barzinho jogando bilhar. Apesar de ter mais estudo do que qualquer professor de humanas da geração Paulo Freire e mais inteligência emocional do que qualquer outro político brasileiro, não há polidez em suas palavras e tão pouco elegância em seu comportamento. Isso é o que mais incomoda artistas, jornalistas, feministas mal amadas e complexadas, homens frágeis, covardes oportunistas, religiosos falidos na luta contra a própria imoralidade, maconheiros, pedófilos, estupradores e toda patrulha do politicamente correto que suportou calada um circo de corrupção durante duas décadas, mas que agora é ferida com as palavras do presidente "não pudico". Bolsonaro é o milico com piadinhas sem graça, é o tiozão que pergunta se já temos pentelho, é um elefante em uma loja de cristais, mas o que me faz a cada dia gostar mais desse cara, é o tipo de gente que não gosta dele, que se ofende com tudo que o cara faz, que do óleo venezuelano em nossas praias à histeria mundial perante o coronavírus, buscam um meio de responsabiliza-lo. Bolsonaro realmente é o cara que você passa gostar, quando vê o lixo de gente que não gosta dele.

sexta-feira, 6 de março de 2020

Resposta do General à Miriam Leitão


Vale a pena ler esse texto, uma aula magna de história.
Ótima carta, conta a história do Brasil, eu não sabia de muitas coisas, pois não li os livros que ele cita.

A Miriam Leitão não conhece a história do Brasil.

RESPOSTA DO GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO À MIRIAM LEITÃO
À Senhora Jornalista Miriam Leitão

Li o seu artigo "ENQUANTO ISSO", com todo cuidado possível. Senti, em suas linhas, que a senhora procura mostrar que os MILITARES BRASILEIROS de HOJE, são bem diferentes dos MILITARES BRASILEIROS de ONTEM.

Penso que esse é o ponto central de sua tese. Para criar credibilidade nas suas afirmativas, a senhora escreveu: "houve um tempo em que a interpretação dos militares brasileiros sobre LEI E ORDEM era rasgar as leis e ferir a ordem. Hoje em dia, eles demonstram com convicção terem aprendido o que não podem fazer".

Permita-me discordar dessa afirmativa de vez que vejo nela uma injustiça, pois fiz parte dos MILITARES DE ONTEM e nunca vi os meus camaradas militares rasgarem leis e ferir a ordem. Nem ontem nem hoje. Vou demonstrar a minha tese.

No Império, as LEIS E A ORDEM foram rasgadas no Pará, Ceará, Minas, Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul pelas paixões políticas da época. AS LEIS E A ORDEM foram restabelecidas pelo Grande Pacificador do Império, um Militar de Ontem, o Duque de Caxias, que com sua ação manteve a Unidade Nacional. Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Pelo contrário.

Vem a queda do Império e a República. Pelo que sei, e a História registra, foram políticos que acabaram envolvendo os velhos Marechais Deodoro e Floriano nas lides políticas. A política dos governadores criando as oligarquias regionais, não foi obra dos Militares de Ontem, quando as leis e a ordem foram rasgadas e feridas pelos donos do Poder, razão maior das revoltas dos tenentes da década de 20, que sonhavam com um Brasil mais democrático e justo.

Os Militares de Ontem ficaram ao lado da lei e da Ordem. Lembro à nobre jornalista que foram os civis políticos que fizeram a revolução de 30, apoiados, contudo, pelos tenentes revolucionários, menos Prestes, que abraçou o comunismo russo.

Veio a época getuliana, que, aos poucos, foi afastando os tenentes das decisões políticas. A revolução Paulista não foi feita pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos paulistas que não aceitavam a ditadura de Vargas.

Não foram os Militares de Ontem que fizeram a revolução de 35 (senão alguns, levados por civis a se converterem para a ideologia vermelha, mas logo combatidos e derrotados pelos verdadeiros Militares de Ontem); nem fizeram a revolta de 38; nem deram o golpe de 37.

Penso que a senhora, dentro de seu espírito de justiça, há de concordar comigo que foram as velhas raposas GETÚLIO - CHICO CAMPOS - OSWALDO ARANHA e os chefetes que estavam nos governos dos Estados, que aceitaram o golpe de 37. Não coloque a culpa nos Militares de Ontem.

Veio a segunda guerra mundial. O Nazismo e o Fascismo tentam dominar o mundo. Assistimos ao primeiro choque da hipocrisia da esquerda. A senhora deve ter lido - pois àquela época não seria nascida -, sobre o acordo da Alemanha e a URSS para dividirem a pobre Polônia e os sindicatos comunistas do mundo ocidental fazendo greves contra os seus próprios países a favor da Alemanha por imposição da URSS e a mudança de posição quando a "Santa URSS" foi invadida por Hitler.

O Brasil ficou em cima de muro até que nossos navios (35) foram afundados. Era a guerra, a FEB e seu término. Getúlio - o ditador - caiu e vieram as eleições. As Forças Armadas foram chamadas a intervir para evitar o pior. Foram os políticos que pressionaram os Militares de Ontem para manter a ordem.

Não rasgamos as leis nem ferimos a ordem. Chamou-se o Presidente do Supremo Tribunal Federal para, como Presidente, governar a transição. Não se impôs MILITAR algum.

O mundo dividiu-se em dois. O lado democrático, chamado pelos comunistas de imperialistas, e o lado comunista com as suas ditaduras cruéis e seus celebres julgamentos "democráticos". Prefiro o primeiro e tenho certeza de que a senhora, também. No lado ocidental não se tinham os GULAGs.

O período Dutra (ESCOLHIDO PELOS CIVIS E ELEITO PELO VOTO DIRETO DO POVO) teve seus erros - NUNCA CONTRA A LEI E A ORDEM - e virtudes como toda obra humana.
A colocação do Partido Comunista na ilegalidade foi uma obra do Congresso Nacional por inabilidade do próprio Carlos Prestes, que declarou ficar ao lado da URSS e não do Brasil em caso de guerra entre os dois países. Dutra vivia com o "livrinho" (a Constituição) na mão, pois os políticos, nas suas ambições, queriam intervenções em alguns Estados, inclusive em São Paulo. A senhora deve ter lido isso, pois há vasta literatura sobre a História daqueles idos.

Novo período de Getúlio Vargas. Ele já não tinha mais o vigor dos anos trinta. Quem leu CHATÔ, SAMUEL WEINER (a senhora leu?) sente que os falsos amigos de Getúlio o levaram à desgraça, eles eram políticos. Os Militares de Ontem não se envolveram no caso, senão para investigar os crimes que vinham sendo cometidos sem apuração pela Polícia; nem rasgaram leis nem feriram a ordem.

Eram os políticos que se degladiavam e procuravam nos colocar como fiéis da balança. O seu suicídio foi uma tragédia nacional, mas não foram os Militares de Ontem os responsáveis pela grande desgraça, sabe bem disso!

A senhora permita-me ir resumindo para não ficar longo. Veio Juscelino e as Forças Armadas garantiram a posse, mesmo com pequenas divergências. Mais uma vez eram os políticos que queriam rasgar as leis e ferir a ordem e não os Militares de Ontem.
Nessa época, há o segundo grande choque da esquerda. No XX Congresso do Partido Comunista da URSS (1956) Kruchov coloca a nu a desgraça do stalinismo na URSS. Os intelectuais esquerdistas ficam sem rumo.

Juscelino chega ao fim e seu candidato perde para o senhor Jânio Quadros, a Esperança da vassoura, Desastre total. Não foram os Militares de Ontem que rasgaram a lei e feriram a ordem. Quem declarou vago o cargo de Presidente foi o Congresso Nacional. A Nação ficou ao Deus dará. Ameaça de guerra civil e os políticos tocando fogo no País e as Forças Armadas divididas pelas paixões políticas, disseminadas pelas "vivandeiras dos quartéis" como muito bem alcunhou Castello.

Parlamentarismo, volta ao presidencialismo, aumento das paixões políticas, Prestes indo até Moscou afirmando que já estavam no governo, faltando-lhes apenas o Poder. Os militares calados e o chefe do Estado Maior do Exército (Castello) recomendando que a cadeia de comando deveria ser mantida de qualquer maneira. A indisciplina chegando e incentivada dentro dos Quartéis, não pelos Militares de Ontem e sim pelos políticos de esquerda; e as vivandeiras tentando colocar o Exército na luta política.

Revoltas de Polícias Militares, revolta de sargentos em Brasília, indisciplina na Marinha, comícios da Central e do Automóvel Clube representavam a desordem e o caos contra a LEI e a ORDEM. Lacerda, Ademar de Barros, Magalhães Pinto e outros governadores e políticos (todos civis)incentivavam o povo à revolta. As marchas com Deus, pela Família e pela Liberdade (promovidas por mulheres) representavam a angústia do País. Todo esse clima não foi produzido pelos MILITARES DE ONTEM. Eles, contudo, sempre à escuta dos apelos do povo, pois ELES são o povo em armas, para garantir as Leis e a Ordem.

Minas desce. Liderança primeira de civil; a era Magalhães Pinto. Era a contra-revolução que se impunha para evitar que o Brasil soçobrasse ao comunismo. O governador Miguel Arraes declarava em Recife, nas vésperas de 31 de março: haverá golpe, só não sabemos se deles ou nosso.
Não vamos ser hipócritas, a senhora, inteligente como é, deve ter lido muitos livros que reportam a luta política daquela época (exemplos: A Revolução Impossível de Luis Mir - Combates nas Trevas de Jacob Gorender - Camaradas de William Waack - etc) sabe que a esquerda desejava implantar uma ditadura de esquerda. Quem afirma é Jacob Gorender. Diz ele no seu livro: "a luta armada começou a ser tentada pela esquerda em 1965 e desfechada em definitiva a partir de 1968".
Não há, em nenhuma parte do mundo, luta armada em que se vão plantar rosas e é por essa razão que GORENDER afirma: "se quiser compreendê-la na perspectiva da sua história, A ESQUERDA deve assumir a violência que praticou". Violência gera violência e os políticos sempre jogam a responsabilidade em manter a ordem aos militares. Afinal eles levaram a desordem.

Castello, Costa e Silva, Médici, Geisel e João Figueiredo com seus erros e virtudes desenvolveram o País.
Não vamos perder tempo com isso. A senhora é uma economista e sabe bem disso.
Veio a ANISTIA e João Figueiredo dando murro na mesa e clamando que era para todos, pois Ulisses Guimarães não desejando que Brizolla, Arraes e outros pudessem tomar parte no novo processo eleitoral, para não lhe disputarem as chances de Poder. João bateu o pé e todos tiveram direito, pois "lugar de Brasileiro é no Brasil", como dizia.
Não esquecer o terceiro choque sofrido pela a esquerda: Queda do Muro de Berlim, que até hoje a nossa esquerda não sabe desse fato histórico.

DIRETAS JÁ! Sarney, Collor com seu desastre, Itamar, FHC, LULA e chegamos aos dias atuais.
Os Militares de Hoje, silentes, que não são responsáveis pelas desgraças que vivemos agora, mas sempre aguardando a voz do Povo.
Não houve no passado, nem há, nos dias de hoje, nenhum militar metido em roubo, compra de voto, CPI, dólar em cueca, mensalões ou mensalinhos. Não há nenhum Delúbio, Zé Dirceu, José Genoíno, e que tais. A corrupção e a desordem estão ficando acima da lei e da ordem!
O que já se ouve, passamos a escutar, é o povo dizendo: SÓ OS MILITARES PODERÃO SALVAR A NAÇÃO.
Pois àquela época da "ditadura" era que se era feliz e não se sabia... Certo, houveram excessos contra os civis. Então me diga: Como controlar o que o país vivia naquela época? Com vários grupos, uns querendo o comunismo, outro o socialismo, outro o presidencialismo e a maioria a democracia. Se chegaria a um concenso na conversa? Existia controle social para tal?
Mas os Militares de Hoje, como os de Ontem, não querem ditadura, pois são formados democratas. E irão garantir a Lei e a Ordem, sempre que preciso.

Os militares não irão às ruas sem o povo ao seu lado. OS MILITARES DE HOJE SÃO OS MESMOS QUE OS MILITARES DE ONTEM. A nossa desgraça é que políticos de hoje (olhe os PICARETAS do Lula!) - as exceções justificando a regra - são ainda piores do que os de ontem. Estamos sem ética e sem moral, estão esquecendo os bons princípios e mais, os políticos são despudorados.
O Brasil vem sofrendo, não por conta dos MILITARES, mas de ALGUNS POLÍTICOS - uma corja de canalhas, que rasgam as leis e criam as desordens, desrespeitam a todos e só pensam na sobrevivência política, independente do preço a ser pago pelo povo!

Como sei que a senhora é uma democrata, espero que publique esta carta no local onde a senhora escreve os seus artigos, que os leio atenta e religiosamente, como se fossem uma Bíblia. Perfeitos no campo econômico, mas não muitos católicos ou evangélicos no campo político por uma razão muito simples: quando parece que a senhora tem o vírus de uma reacionária de esquerda.

Atenciosa e respeitosamente,
GENERAL DE DIVISÃO REFORMADO DO EXÉRCITO FRANCISCO BATISTA TORRES DE MELO

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Em Itanhandu, PM prende autores após assalto a uma joalheria






Em Itanhandu, na tarde dessa quarta-feira (12), a Polícia Militar
prendeu autores de um assalto a uma joalheria da cidade.
Durante o patrulhamento na área central, os militares avistaram um
cidadão baixo e trajando roupa preta, saindo de uma joalheria
empunhando um revólver.
O notar a presença policial o autor disparou duas vezes contra a
equipe e um dos tiros acertou o capô da viatura. Em seguida um dos
policiais notou que três autores saíram da joalheria.
Foi acionado o plano de cerco e bloqueio, momento em que a equipe
de militares de Passa Quatro/MG deslocou para a MG 158, no Bairro
Tronqueiras. Depois de certo tempo uma caminhonete GM/S10, com
placa de Pindamonhangaba/SP, utilizada no assalto, percebeu o
bloqueio policial e retornou sentido Itanhandu/MG, contudo foi
abordada e logrado êxito em resgatar um empresário de 40 anos,
vítima dos infratores, o qual relatou que foi sequestrado na mesma
data no Distrito de Moreira César, município de Pindamonhangaba/SP.
O empresário disse que após retornarem do bloqueio, os bandidos
entraram em um GM/Onix, de cor branca, do município de Passa
QuatroMG, o qual era acompanhado por um Renault/Sandero, de cor
prata, do município de São Paulo/SP e seguiram pela MG 158, sentido
a Passa Quatro/MG.
Outra equipe de militares, após receberem as informações dos
referidos veículos, conseguiram avista-los em alta velocidade e ao
ordenar que parassem, eles quebraram o bloqueio e continuaram a
fuga.
Após contato com a PM de São Paulo, os militares paulistas
conseguiram abordar o Renault/Sandero no município de Cruzeiro/SP
e prenderam um jovem de 28 anos e uma mulher de 56 anos, além
de apreenderem a quantia de R$ 1.944,00, bem como o RG de um

jovem de 22 anos, que foi reconhecido pelo proprietário da joalheria
como um dos autores.
Diante do fato o veículo foi removido para a Delegacia de Polícia de
Cruzeiro/SP e os autores apresentados a autoridade policial, sendo
constatado após consulta, que o infrator de 28 anos tinha um
mandado de prisão em aberto oriundo da Comarca de Cruzília/MG.
Durante a fuga pela MG 158, Bairro Tronqueiras, os bandidos
realizaram disparos, ocasião em que uma mulher de 38 anos foi
atingida de raspão na altura do olho direito, sendo socorrida ao
pronto socorro de Passa Quatro/MG e posteriormente encaminhada
ao hospital de Itanhandu/MG, onde permaneceu em observação.
O proprietário da joalheria de 31 anos relatou que os autores
quebraram as vitrines com o uso de um martelo e levaram diversos
relógios e joias, não sabendo mensurar o total levado.
A caminhonete S10, utilizada no roubo, foi apreendida e removida ao
pátio credenciado do Detran/MG em Itanhandu.